A informação a todo momento

MACURURÉ-BA: SESSÃO DA CÂMARA FOI MARCADA POR INÚMERAS RECLAMAÇÕES DE VEREADORES E COMUNIDADE A ‘FALTA DE AÇÕES’ DO PODER EXECUTIVO; CONFIRA DETALHES DA REUNIÃO DESTA SEGUNDA-FEIRA (30) + VÍDEOS!

31/10/2017 20:26

A Câmara Municipal de Vereadores de Macururé-BA, realizou nesta noite de segunda-feira (30), mais uma sessão ordinária. A princípio, o Presidente da Casa, o vereador Antônio Gomes (Tonhá) fez a chamada dos vereadores, estando presentes mais sete, sendo eles: Ademir Varjão, Anderson Gomes, Clotildes, Fábio Maia, Inácio, Jonas Alves (Gato) e Romildon Campos.

Na sequência, o vereador Romildon, que também é o 1º Secretário, fez a leitura da ata dos assuntos relatados na última sessão, realizada no dia 16/10. Entre os temas levantados, destacamos como principal ponto de reinvindicações da população, a questão da água do município.

Confira a seguir, os principais assuntos em pauta dos vereadores naquela reunião, respectivamente:

Ademir: Relatando os problemas relacionados ao transporte escolar da comunidade de Poço Verde; além de abastecimento de água e atendimento médico em todo o município;

Fábio Maia: falando da água e da necessidade da transparência de gastos;

Anderson: Fez homenagem ao Dia do Professor e enalteceu a união entre colegas do legislativo;

Inácio: Abordando também sobre a água, a sugestão de um carro fumacê contra insetos e homenagem aos professores;

Jonas: Homenagem ao Dia do Professor, sugestão sobre a necessidade de carros de som para avisar sobre as reuniões da câmara, os problemas relacionados aos transportes da saúde e sobre a falta de água nas escolas;

Gedão: Homenagem ao professor e sobre a precariedade da iluminação pública do Povoado Salgado do Melão.

 

Voltando para a sessão desta segunda (30), o presidente disponibilizou o microfone para os vereadores e para alguém do público que quisesse falar. Lembrando que o bom público presente chamou a atenção de todos.

 

Para iniciar, o cidadão Mathias Pereira fez o uso do microfone para pedir explicações do prefeito Everaldo Carvalho sobre as citadas dívidas existentes no município.

Logo após, a professora e ex. vereadora Célia solicitou aos vereadores o cumprimento do PME, que foi aprovado na Câmara em 2015 e foi dado o prazo de 2 anos pra se colocar em vigor o Plano de Cargos e Salários de todos da educação, que foi vencido em julho desse ano; além da meta 18 e 19 (sobre eleições para diretores), para que os mesmos cobrem do gestor municipal.

 

Fala dos Vereadores   

 

Fábio Maia (PSDB) começou elogiando a presença significativa da população naquela sessão, pois em média as reuniões passadas não havia atraído um público considerável. O vereador pediu que os mesmos continuassem acompanhando os trabalhos deles na Câmara.

Vereador Fábio Maia

 

Maia também enalteceu a Paróquia de Macururé pelos os 30 anos de existência e lembrou que pelo o país ser laico, aproveitou para parabenizar a Reforma Protestante pelos os 300 anos; e aos comerciários locais pelo o seu dia, que é comemorado dia 30 de outubro.

Fábio ainda citou o empenho dele na luta dos direitos da população e que muitas vezes não foram atendidas pelo o prefeito; além de representações feitas por ele junto ao Ministério Público. (mais detalhes em vídeo a seguir)

Anderson (PT) destacou a presença da sociedade municipal naquela sessão e engrandeceu a importância da mesma nas decisões. Ele também lembrou o compromisso que eles vereadores tem que desempenhar, afirmando que ele e os colegas são funcionários do povo e não devem fechar os olhos para os problemas, em nome de um partido.

Vereador Anderson

 

O vereador terminou a sua fala com a seguinte frase: “Eu sou do povo, fui eleito pelo o povo e o que depender de mim, seja certo e o que eu puder fazer vocês podem contar comigo, boa noite a todos”.  (mais detalhes em vídeo a seguir)

O Vereador Clotildes (PSDB) iniciou enaltecendo a presença do povo e da mídia na sessão, convidando-os para que mais vezes possam vim acompanhar. Na ocasião, o mesmo requereu ao Presidente da Casa a criação de um blog ou site na câmara para intensificar a divulgação dos trabalhos, para que os macurureenses mesmos distantes possam acompanhar. Clotildes também saldou ao Ex. Presidente da Casa, Josias Gomes e ao Líder da Oposição, Bergue e da Ex. Vereadora Célia que se fizeram presentes nessa reunião.

Vereador Clotildes

 

Em seu discurso, o vereador se disse entristecido com a realidade que o município se encontra, ouvindo em cada canto do município as pessoas se lamentando e questionando se Macururé tem prefeito. Ele afirmou que não tem nada contra o gestor, que inclusive foi colega de legenda quando o mesmo foi vereador, mas não entende o porquê de tanta ausência dele diante dos problemas reais existentes, como: falta do transporte da saúde e do abastecimento de água na zona rural.

Clotildes ainda se comprometeu a comparecer em audiências no Ministério Público na luta pelos os direitos do povo.

Na sequência, o Vereador Ademir (PSDB) iniciou citando a dura ausência de não poder fazer elogios, sendo obrigado a sempre fazer críticas.

Vereador Ademir

 

Em relação ao problema da água, o vereador o destacou o seguinte: “A questão da água que é um absurdo em nossa cidade, na zona rural, sempre tenho batido nessa tecla, como eu sempre digo, bati, tô batendo e vou bater, porque pra isso eu fui colocado aqui, se o prefeito alega que o município tá passando por isso, por aquilo, mas o povo não é o culpado disso e nem pode pagar por isso (...), pra isso tem o recurso. É uma vergonha essa questão da água, eu tive conhecimento hoje (30) que o caminhão do PAC 2, pessoas dando o óleo, isso é uma vergonha, tive conhecimento que o carro da saúde que vai pra Salvador, o pessoal  fazendo cotinha pra ter que viajar, isso é um absurdo (...); e digo mais uma vez pra vocês, estou pronto pra lutar junto com vocês (...)”.

Ele frisou também o PSF da Formosa: “O PSF da Formosa falta tão pouco para funcionar a questão do consultório odontológico. Fiz uma indicação pedindo ao gestor que fizesse um local para conseguirmos colocado um compressor e agora já me informaram que é detalhes e a doutora vai pra lá e consegue concluir (...)”, Conclui o vereador, indignado com a situação. (mais detalhes no vídeo a seguir)

Em seguida, o Vereador Inácio (PT) destacou a cobrança do povo aos vereadores nas ruas de providências relacionadas a realidade que vive o município. Porém, o mesmo destacou que medidas estão sendo procuradas, embora que as pessoas desconhecem devido à ausência em reuniões para reivindicar os seus respectivos direitos. Em relação ao papel do gestor, ele comentou o seguinte: “(...) O Prefeito Everaldo, esse que eu tanto confiei na capacidade dele, tenho certeza que ele ainda vai fazer o máximo por Macururé”, disse otimista o vereador, que acabou sendo vaiado pela plateia. (mais detalhes no vídeo a seguir)

Vereador Inácio

Logo após, foi a vez do vereador Romildon (PSD) se pronunciar, a princípio pedindo ao povo para que compareçam todas as reuniões as segundas feiras para cobrar os seus direitos. 

Vereador Romildon

 

O vereador comentou a realidade vivida pelo o município da seguinte forma: “Observando aqui, ouvindo a fala dos demais, realmente são fatos lamentáveis, a situação que o município se encontra hoje é realmente uma situação desagradável (...)”, Pontuou.

O vereador destacou a situação enfrentada pelos os munícipes em relação ao abastecimento de água: “É muito triste quando eu saio por aí na zona rural, nas comunidades onde lhes represento e vejo pessoas sofrendo, algumas famílias passando sede, outras passando fome, porque deixam de comprar alimento pra comprar água, nós vereadores, no início, já cobramos bastante do poder executivo (...), já lamentamos, mas o que se ouve é não, não tem dinheiro, não tem recurso (...)”, comentou o vereador.

Romildon também destacou os problemas enfrentados na área da saúde, como a precariedade do funcionamento de PSF’s e a necessidade de se deslocar para cidades vizinhas em busca de algum tratamento pago, com exemplo do odontológico.

Em relação à forma do prefeito administrar o município, ele expressou da seguinte forma: “Eu acho que o nosso gestor, eu não acredito que ele está sabendo gerir o dinheiro público ou se tá deixando alguém administrar no lugar dele (...)”, Criticou.

Romildon ainda lembrou que no período de pré-candidatura, o hoje prefeito, então vereador na época se dizia o mais preparado de todos e que sabia de toda a situação que o município se encontrava, embora a realidade esteja sendo outra. (mais detalhes em vídeo a seguir)

Para concluir, o Vereador Jonas Alves “Gato” (PT) se mostrou entristecido com um fato ocorrido nas redes sociais nos últimos dias, em que uma cidadã critica os vereadores do município e a mesma acaba se contrariando nas suas ações, servindo-se de uma atitude de um vereador, pois o mesmo havia ajudado dois dias antes em uma função que não competia a ele.

Vereador Gato

 

Gato diz está sofrendo com a realidade que vive o município, fato esse que ele está vendo de perto, em cada localidade que anda. “Eu tô sofrendo como os demais estão, (...) eu cheguei hoje da zona rural, estava há quatro dias na zona rural, tentando acabar não, dar um alívio naqueles que mais estão sofrendo, porque é chato, você chegar numa casa de uma mãe de família e a criança não ir pra escola porque não tem água pra tomar banho e como é que vai fazer o café”, ressaltou o vereador.  

Durante o discurso de Gato, a jovem Elaine interrogou sobre o que está acontecendo realmente: ”porque só dizem que não tem dinheiro, que rombo é esse?”

Jovem Elaine

 

O vereador respondeu o seguinte: “Essa questão de INSS, José Augusto (ex. prefeito) negociou com o INSS e administrou por 4 anos, a ex. prefeita Silma pegou o mesmo rombo negociou; falta Everaldo negociar com o INSS e administrar”.

Logo após, a ex. vereadora Célia lançou a seguinte pergunta?

“Na última vinda aqui, ele (Everaldo) prometeu, mas não fez nada, então, eu gostaria de saber qual atitude da Câmara com relação às repostas que não foram dadas, que não aconteceram? Eu gostaria de saber qual o posicionamento, hoje (dia 30), da Câmara depois do não acontecido do que o prefeito falou aqui?”

 

Quem respondeu a pergunta da ex-vereadora foi o presidente Tonhá.“Nós vereadores vamos fazer o ofício e avisarei à população, o prefeito vai ter a oportunidade de explicar como foi esse negócio, já é uma peça muito importante à Justiça”, Afirmou o chefe da casa.

Professora e ex. vereadora Célia

 

Na sequência, Célia foi direta. “Todo mundo aqui tá falando de água, você acha que o povo vai suportar marcar outra reunião pra ele dizer tudo o que ele já disse aqui? Quando eu falei da educação é o único lugar que eu tenho certeza que tem dinheiro suficiente e temos como provar, qualquer um pode entrar no BB Repasses e pegar todo extrato bancário que entra na Educação, agora, eu acho que é dá moleza de mais, o povo tá cansado, quanto tempo Macururé está sem água, gente? Pra dar outra oportunidade pra ele dizer que vai botar X carradas de água e todo mundo agora aceitar de novo ele vir à Câmara?”

Complementando: "Gente, o posicionamento que tem que se tomar, tem que ser como eu tomava, que hoje tá chegando denúncia do Ministério Público Federal, da CGU, eu fiz isso e muito, e você sabe que o TCM chegou aqui em junho e olhe que era muita denúncia pesada, então, eu acho que a população, juntamente com a Câmara, sim, se não vai a Chorrochó, traz o Ministério Público aqui e todo mundo vai tá aqui. É só marcar. Agora, dar mais outra chance ao prefeito? O povo com cede. Isso não é justo!”, concluiu Célia. (mais detalhe em vídeo a seguir)

 

Em relação à opinião defendida por Célia, Tonhá acrescentou ainda o seguinte: “Ele (Everaldo) vai ter que se explicar, é isso. Essas coisas não se resolvem assim. Ele vai vim aqui e vai dizer, vai responder as perguntas de vocês”.

 

E Agora, o que irá acontecer? É como disse o vereador Romildon: “vamos ter fé em Deus e esperar pelos próximos capítulos”.

O site Formosa News está à disposição do prefeito municipal, de todos os vereadores, tanto situação como oposição, e também à disposição de todos aqueles que queiram se expressar/manifestar em relação a atual crise do município de Macururé-BA.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

Nenhum texto alternativo automático disponível.

A imagem pode conter: texto

Nenhum texto alternativo automático disponível.

 

Formosa News, a informação a todo o momento.

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode