CONSÓRCIO DE MUNICÍPIOS BAIANOS DISCUTE IMPLANTAÇÃO DE PROJETO DE FRUTICULTURA NO SEQUEIRO

15/02/2017 10:23

A implantação da fruticultura no sequeiro foi tema da reunião do Consórcio Sustentável do Território do São Francisco (Constesf) ocorrida nesta terça-feira, 14, em Juazeiro (BA), com a presença de secretários municipais de agricultura dos dez municípios da região atendida pelo colegiado. O projeto é desenvolvido pela Embrapa Semiárido e busca fornecer aos pequenos produtores rurais um novo modelo de cultivo do umbu gigante (variedade desenvolvida pela Embrapa) e do maracujá do mato, fortalecendo a agricultura de base familiar e trabalhando o enriquecimento da caatinga.

O presidente do Constesf e prefeito de Canudos, Genário Rabelo, mediou as discussões juntamente com o diretor de projetos do Constesf, Frank Chaves, e os pesquisadores da Embrapa, Sérgio de Azevedo, Flávio de França Souza, Saulo Tarso Aidar e Fabrício Bianchini. De acordo Flávio de França, a fruticultura de sequeiro busca o desenvolvimento territorial através da disseminação de uma tecnologia de cultivo com base nas necessidades do homem do campo do semiárido, que precisa produzir mesmo em períodos de estiagem.

“Esse projeto pode trazer muitos outros que a Embrapa dispõe para potencializar a capacidade produtiva do homem do campo, e o Constesf é um bom caminho para chegar aos municípios que necessitam”, disse  Flávio.

Para o secretário de agricultura de Sento Sé, Humberto de Almeida, o papel do Constesf tem sido importante para que os gestores possam ter acesso a alternativas que aumentam as condições de sobrevivência no meio rural.

“Pra nós, agentes públicos, o Constesf representa uma entidade articuladora que fortalece a região no tocante a nos direcionar a projetos valiosos como esse, uma tecnologia nova, fácil e barata, que é uma alternativa para ajudar o homem do campo a sobreviver nesse período de estiagem que estamos vivenciando”, afirmou.

Oportunidade

Segundo o presidente do Constesf, essa é uma oportunidade que os municípios estão tendo de potencializar a agricultura familiar. “A partir dessa discussão que tivemos aqui, cabe agora a cada prefeitura se posicionar para que juntos possamos pensar em um convênio que irá proporcionar um plano de trabalho que leve o projeto da Embrapa aos pequenos agricultores”, declarou o prefeito Genário Rabelo. Estiveram presentes ainda os secretários de Curaçá, Pilão Arcado, Sobradinho, Casa Nova, Remanso, Juazeiro, Sento Sé, Canudos, Campo Alegre de Lourdes e Uauá.

 

Fonte: Carlos Britto / Foto: Ascom

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.