A informação a todo momento

ECONOMIA: DÓLAR FECHA O DIA PRÓXIMO DE R$ 4 NESTA SEGUNDA-FEIRA (21)

21/09/2015 23:31

(Foto: AFP)

O dólar comercial permanece próximo aos R$ 4 neste momento. A moeda norte-americana terminou esta segunda-feira (21) sendo vendida a R$ 3,9809, o que representa uma valorização de 0,57%. Esse é o maior valor da moeda desde o dia 10 de outubro de 2002, quando a moeda fechou o dia sendo cotada a R$ 3,99. 

Às 15h40, o dólar chegou a ser negociado a R$ 3,97. O Banco Central promoveu dois leilões de venda de dólares conjugados com leilões de recompra, denominados leilões de linha. Foram ofertados até US$ 3 bilhões com o compromisso de recompra, mas a pressão sobre a moeda americana continuou. 

Nesta segunda-feira (21), o Banco Central anunciou que seu Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) dessazonalizado (ajustado para o período) apresentou queda de 0,02%, em julho, na comparação com junho, no segundo mês de queda seguido.

O IBC-Br é uma forma de o Banco Central avaliar a evolução da atividade econômica brasileira. O índice, mensal, incorpora estimativas para a agropecuária, a indústria e o setor de serviços, assim como os impostos sobre os produtos.

O indicador oficial sobre o desempenho da economia é o Produto Interno Bruto (PIB), elaborado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e divulgado trimestralmente. O Banco Central divulgou também o relatório Focus com projeções das instituições financeiras, que mostram, entre outras coisas, retração da economia brasileira.

Pela décima vez seguida, houve queda nas expectativas. A estimativa para a queda do PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país, passou de 2,55% para 2,7%. Para 2016, a expectativa de retração também foi alterada: de 0,6% para 0,8%, no sétimo ajuste consecutivo.

O mercado indica o relatório Focus, ajustou a projeção para a cotação do dólar, ao final este ano de R$ 3,70 para R$ 3,86. Para o fim de 2016, a projeção chegou a R$ 4, ante a estimativa anterior de R$ 3,80.

 

Formosa News, a informação a todo o momento. Fonte: Agência Brasil e Correio da Bahia.

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode