A informação a todo momento

FEIRA LITERÁRIA DE CANUDOS REÚNE PROGRAMAÇÃO ESPECIAL A PARTIR DESTA QUINTA

20/11/2019 18:18

Image

Parte da programação acontece no Memorial Antônio Conselheiro (Foto: Lequinho Oliveira | Divulgação)

Começa nesta quinta-feira, 21, a primeira edição da Feira Literária de Canudos (Flican), que reúne uma programação diversificada para todos os públicos. Com o tema ‘O sertão vai virar arte’, o evento vai reunir lançamentos de livros, desfile literário, exposições, exibição de filmes e apresentações musicais e teatrais. A programação completa está disponível no site oficial do evento.

Na sexta, Será apresentado o espetáculos 'A Guerra de Canudos', da Companhia de Teatro de Canudos, às 19h, no Memorial Antônio Conselheiro. Já no sábado, 23, o público pode conferir 'O Arraial do Conselheiro (relatos históricos da Guerra de Canudos)', com direção de Manuela Matias, às 20h, na Tenda Cultural II.

Já as três exposições que fazem p arte da programação estarão abertas para visitação durante os quatro dias do evento (21 a 24 de novembro), sempre das 8h às 22h. O Espaço José Calasans receberá todo o acervo de José Aras, com objetos provenientes da Guerra de Canudos, como armas e utensílios religiosos, além de gravuras e 78 fotografias de Flávio de Barros feitas no conflito. Imagens de Antônio Olavo, Evandro Teixeira e Trípoli Gaudenzi, dez de cada, também serão exibidas no local.

No Pavilhão Central do Campus Avançado da Uneb, a mostra 'Belo Monte/Canudos: A Terceira Margem' vai apresentar as obras do artista plástico conquistense Silvio Jessé, reconhecido pelo trabalho executado na Itália e França. Já no jardim da Praça João de Régis, espécies vegetais citadas por Euclides da Cunha em 'Os Sertões' estarão expostas e conduzirão o pensamento a um passeio ao cenário da época.

A exibição de filmes também ocorrerá durante toda a feira, no Memorial Antônio Conselheiro, das 8h às 22h. Entre os 12 títulos que serão reproduzidos estão 'Paixão e Guerra no Sertão de Canudos', de Antônio Olavo; 'Caderneta de Campo' e 'Utopia', de Pola Ribeiro; 'Guerra de Canudos', de Sérgio Rezende; 'Um sino dobra em Canudos', de Carlos Gaspar, e 'Três vezes Canudos', de Manoel Neto.

 

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Clique aqui para seguir nossa página no Twitter.

Clique aqui para seguir nossa página no Instagram.

 

Fonte: A Tarde.

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode