A informação a todo momento

GAROTA DE 13 ANOS COM TUMOR NA GARGANTA AGUARDA HÁ DOIS MESES POR CIRURGIA NA FILA DA REGULAÇÃO

07/03/2016 22:36

rafaela

A família da estudante Rafaela Morais de Oliveira, de 13 anos, luta por uma cirurgia para a adolescente, que tem um tumor grave na garganta. Há dois meses, quando a doença foi diagnosticada, eles tentam uma vaga para realizar o procedimento na rede pública de saúde de Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital, mas ainda não obtiveram nenhuma resposta sobre a demanda.

Mãe de Rafaela, a auxiliar de costura Ana Cláudia Salviano Morais deixou o emprego para poder cuidar da filha. Ela diz que não tem condições de arcar com uma cirurgia particular e teme pela vida da garota.

“[Tenho medo] de perder minha filha. Só isso. Estou recorrendo para tudo, a quem puder me ajudar e ajudar minha filha”, disse a mulher aos prantos.

Ana Cláudia explica ainda que o caso da filha é considerado urgente, mas, mesmo assim, não conseguiu uma vaga. “Levei na [Central de] Regulação de Aparecida e eles não me deram dia, mês ou ano. Ela precisa de um lugar que tenha equipamento completo pra fazer [a cirurgia] porque o caso dela não é simples. O tumor está perto da veia do coração e na hora pode ter uma hemorragia e ir para o pulmão”, salienta.

A mãe explica que fez uma vaquinha com familiares para pagar os exames mais caros e ter tudo pronto para quando a autorização sair. Conforme relata, Rafaela tem dificuldades de se alimentar e já engasgou até com água. Por isso, ela tem receio até mesmo quando a menina vai ao colégio. “Já avisei aos professores para ficarem observando ela na escola”, pontua.

A adolescente, que sonha ser médica, também fica apreensiva ao falar do problema de saúde e se emociona ao falar da demora em conseguir atendimento.

“Estou com medo de não dar tempo de fazer a cirurgia e eu morrer. Não sinto nada [na garganta], só quando eu vou comer mesmo, [a comida] fica presa na garganta, demora a descer. Tem que respirar mais forte e rápido, porque cansa. Quero que a cirurgia saia rápido”, lamenta.

Respostas
Segundo a Central de Regulação de Aparecida de Goiânia, a mãe de Rafaela acabou retirando o pedido da cirurgia da filha, pois não estava conseguindo resposta e achou melhor buscar outra alternativa.

Diante da situação, a prefeitura da cidade orientou Ana Cláudia a entrar novamente com pedido de cirurgia, o que foi feito na manhã desta segunda-feira (7).

O caso, agora, foi encaminhado para a Central de Regulação de Goiânia. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a paciente tem uma consulta marcada com especialista na próxima quinta-feira (10).

 

Fonte: Portaldenoticias.net / Foto: Reprodução/TV Anhanguera

 

Clique aqui e confira dicas de como combater o mosquito Aedes Aegypti!

 

 

Formosa News em defesa do combate ao mosquito Aedes Aegypti

 

Leia mais: https://www.formosanews.com.br

 

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!