A informação a todo momento

MACURURÉ-BA REALIZA O 3º FÓRUM DO ASSOCIATIVISMO

12/03/2016 15:17

Foi realizado nesta sexta-feira (11), na cidade de Macururé-BA, o 3º Fórum do Associativismo, como também, palestra sobre cultivo de palma e manejo do rebanho.

O encontro foi organizado pela Secretaria de Agricultura do município, onde contou com a colaboração da AGROCURAÇA, CESOL, CETAF SICOOB, AGEDHA, CAR, CONFEDERAÇÕES DAS ASSOCIAÇOES, SEBRAE E BAHIATER.

O secretário de Agricultura, o formosense Gustavo Vieira, falou da importância da presença das mulheres e jovens nas Associações, “Isso conta muito em pontuação para as associações em conseguir benefícios junto ao poder publico”. Disse o Secretário Gustavo.

Valda Rocha, que representa a Assessoria e Gestão em Estudos da Natureza, Desenvolvimento Humano e Agro ecologia (AGEDHA), uma instituição não governamental, veio alinhar a sabedoria dos criadores e agricultores, ao conhecimento técnico que vai desde criatórios até os cultivos de plantas, para fomentar agricultura no município de Macururé.

Manoel Uelbson, coordenador regional do BAHIATER, explicou, como os agricultores e criadores podem ter acesso a declaração de aptidão ao Pronaf (DAP).Ter documento de terra e comprovar atividade rural, assim todos terão acesso as políticas publicas  governo do estado na área rural.

Claudio Ademar, técnico da Companhia de desenvolvimento e Ação regional (CAR), falou do projeto de desenvolvimento rural sustentável (PDRS). Onde as associações mais organizadas, recebem os benefícios sem apadrinhamento político. Detalhou a importância do DAP jurídica, onde as associações podem fornecer seus produtos desde carnes de bode, peixes, frutas verduras e dos produtos derivados do leite de cabra. Tudo que seja produzida naquela propriedade rural podem chegar às escolas prefeituras, delegacias, cadeias públicas, hospitais e/ou até a restaurantes da região. “Eu prefiro que as crianças das escolas de Macururé e região, se alimentem da carne de bode, do leite de cabra, do peixe do rio São Francisco das frutas e verduras produzidas aqui, do que as almôndegas vindas da Friboi! Pois os alimentos de fora geram lucros para os donos das empresas que moram no estado de Goiás e gastam o dinheiro por lá, não gastam aqui em nossa região! Então, precisamos fazer a rotatividade de nossos produtos, e claro, se organizar através das associações” explicou.

O diretor técnico da AGROCURAÇA Rafael Senne levou sua experiência da combinação “Bode/palma,” aos criadores de Macururé, na forma de implantar pequenas unidades de plantação de palma adensada, mais com alta produtividade.

Na oportunidade, a Prefeitura Municipal, sorteou entre as associações, equipamentos rurais entre os associados.

 

 

Cobertura completa com entrevistas e comentários dos criadores, neste domingo (13), no Programa A Hora do Bode na rádio Educadora AM de Belém do São Francisco-PE.

 

 

Fonte: Blog do Eloy Netto / Fotos: Portal Formosa

 

Clique aqui e confira dicas de como combater o mosquito Aedes Aegypti!

 

 

Formosa News em defesa do combate ao mosquito Aedes Aegypti

 

Leia mais: https://www.formosanews.com.br

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode