A informação a todo momento

MACURURÉ-BA: VEREADOR FÁBIO MAIA, EM PUBLICAÇÃO, APONTA PRECARIEDADE NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA NO MUNICÍPIO; CONFIRA

27/11/2015 22:30

Em 26 de outubro deste ano de 2015, apresentei Requerimento a Câmara de Vereadores, cobrando explicação da Prefeita Municipal, sobre o atraso e o não pagamento dos servidores em regimento temporário (contratados), e especialmente sobre as providências no abastecimento de água do município, sendo votado por unanimidade na mesma data.

Neste sentido, importa dizer que o Município de Macururé está situado no semiárido baiano, especificamente na mancha negra do sertão, apesar de está a 50 quilômetros das margens do Rio São Francisco, porém é abastecido através de um sistema de adutora precária e inadequada, em a água é inadequada para o consumo humano, tendo em vista o excesso de cálcio e resíduos dos próprios canos.

Não pese a isto, sequer chega água nas residências, haja vista precariedade no sistema da adutora, o que caracteriza descaso politico e administrativo, condicionando os moradores ao pagamento para abastecimento através de carro pipa, em que aquele que não possui condições financeiras, fica vulnerável ao programa municipal de abastecimento, vez que este é insuficiente e faz restrição por privilegio político na maioria das vezes.

Desta feita, a Administração Pública Municipal, adotou medida paliativa ao implantar chafariz em algumas ruas, situação indesejada, visto o transtorno de enfrentar filas, mas que passou a ser uma alternativa para amenizar a escassez e o acesso a esse bem precioso e indispensável, muito embora, a Prefeita tenha levado sistema hídrico para algumas roças no período de campanha de 2014, que agravou ainda mais a precariedade no abastecimento da sede.

 Do mesmo modo, situação semelhante se evidência na Zona Rural, que diante a existência do Programa Operação Carro Pipa do Governo Federal, através do Exercício Brasileiro, não deixa de ser pior, pois não contempla a todas as localidades, e funcionando com execução de forma reduzida, em que o governo federal, em meio ao período da seca, ao invés de intensificar a operação diminuiu a demanda sob a justificativa de corte de recurso, ao passo a prefeitura Municipal suspendeu o programa municipal.

Entretanto, em fevereiro deste ano, o executivo municipal encaminhou projeto de lei dispondo sobre a celebração de convênio junto a Empresa Baiana de Águas e Saneamento S/A, responsável pelo Saneamento Básico no Estado da Bahia, sob a alegação da existência de recurso no valor de mais de R$ 17.000.000.00, para implementação de uma nova adutora. Mas em que pese o pedido de urgência na tramitação da matéria, aprovada por unanimidade, até o momento nada fora feito. 

Entretanto, não se justifica as criticas em relação desperdícios, tendo em vista que sequer chega água nas torneiras, além disso cabe a Prefeitura tomar adotar medidas para evitar ou coibir tais desperdícios se assim existir e não colaborar. Pois a população diante a todo descaso, vem sofrendo a todo momento. Clique e veja requerimento

REQUERIMENTO 0022015PDF – PEDIDO DE ESCLARECIMENTO E PROVIDENCIAS NO ABASTECIMENTO DE ÁGUA E O PAGAMENTO DOS SERVIDORES DO MUNICÍPIO.

 

Formosa News apoia essa causa.

 

Fonte: Blog de Fábio Maia

 

Leia mais: https://www.formosanews.com.br/

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode