A informação a todo momento

MAIS DE 2.500 FAMÍLIAS DO TERRITÓRIO SERTÃO DO SÃO FRANCISCO RECEBERÃO ASSESSORIA TÉCNICA ATÉ 2018

15/01/2016 23:10

Mais de 2.500 mil famílias do Território Sertão do São Francisco receberão Assessoria técnica até 2018

O Irpaa inicia no mês de fevereiro novas ações de Assessoria Técnica e Extensão Rural – Ater nos municípios de Juazeiro, Casa Nova, Sento Sé, Curaçá, Canudos, Uauá e Sobradinho para 2.880 famílias. As ações de Ater fazem parte do edital de chamada pública da Bahiater, da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado da Bahia - SDR, que a instituição participou e foi uma das 33 entidades selecionadas para prestar o serviço para estas famílias no período de três anos.

Atualmente a instituição já assessora mais de cinco mil famílias em todos os municípios do Território, com recursos oriundos do Governo Federal através do Programa Brasil Sem Miséria. Com este novo projeto que se inicia, 60% das 2.880 famílias a serem atendidas contarão com a continuidade da assessoria que já é realizada há mais de dois anos e os outros 40% serão de novas famílias incluídas nesta política pública.

A expectativa do Irpaa é, além de continuar um ciclo de Ater para a Convivência com o Semiárido ao longo de mais três anos, através também das parcerias firmadas, “que a gente consiga de fato dá passos concretos para que estas famílias tenham vida digna no meio rural, principalmente no tocante ao acesso de políticas públicas que historicamente foram negadas”, avalia Tiago Pereira, coordenador Institucional do Irpaa. Tiago destaca ainda a importância do espaço dado, dentro do projeto, ao debate da regularização fundiária, fortalecendo a discussão que a instituição já vem realizando junto às famílias assessoradas.

Para o governo do estado, a Ater inicia uma nova fase, com duas vertentes de atuação: por meio de chamadas públicas ou com a oferta direta através do corpo técnico da superintendência, com a meta de aumentar a eficácia destes serviços e garantir uma gestão participativa, firmando parceria com os colegiados territoriais, prefeituras, entidades e movimentos sociais em busca de atender o maior número de agricultores/as.

A expectativa é que as entidades prestadoras tenham um maior apoio com a descentralização SDR nos territórios através do Serviço Territorial de Apoio à Agricultura Familiar (Setaf) e serviços municipais, explica Jazon Junior, Diretor de Assistência Técnica e Extensão Rural da Bahiater. Ele ressalta ainda que um dos diferenciais desta chamada pública é a transição agroecológica como linha transversal, assim como as ações específicas para juventude rural e mulheres dentro da chamada pública da assessoria voltada para a sustentabilidade e a outra assessoria específica de povos e comunidades tradicionais, com “ações estratégias e estruturantes com integração de outras políticas públicas”, explica.

Para o coordenador da Federação Nacional dos Trabalhadores e Trabalhadoras na Agricultura Familiar (Fetraf), Rosival Leite, este edital é resultado de muita luta dos/das trabalhadores/as, movimentos, sindicatos e organizações sociais e vai favorecer muito aos povos do Semiárido, principalmente por incluir outras políticas públicas e questões específicos inerente a vida das famílias e comunidades.

Nos dias 12 e 13 de janeiro, em Salvador – BA, uma oficina contou com a participação das 33 entidades que venceram a chamada pública e que irão prestar o serviço no estado e teve o objetivo de promover o nivelamento metodológico das atividades e da execução dos contratos assinados entre as entidades e a Bahiater.

 

Texto: Comunicação Irpaa

Fotos: Irpaa e Carla Ornelas (Ascom SDR)

 

 

Formosa News, a informação a todo o momento. 

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode