A informação a todo momento

PROVA DE VIDA DO INSS É ADIADA PARA 31 DE OUTUBRO

28/09/2020 19:56

Image

Foto: Martha Imenes

Aposentados e pensionistas do  INSS devem ficar atentos: o prazo para o recadastramento anual, que acabaria no dia 30 de setembro, próxima quarta-feira, foi adiado para 31 de outubro por conta da pandemia de Covid-19.

A exigência é prevista em lei e determina que além dos beneficiários do INSS, servidores aposentados e anistiados também comprovem que estão vivos. O segurado que não fizer o recadastramento corre o risco de ter o benefício suspenso.

A comprovação anual é realizada todo ano no mês do aniversário do segurado, ou em 12 meses passados da última comprovação de vida, na agência bancária onde recebe o benefício. Para isso, basta apresentar um documento de identificação com foto, como identidade, Carteira de Trabalho e Carteira Nacional de Habilitação, por exemplo. Atenção: não é preciso ir ao INSS.

Quem não pode sair de casa por motivo de saúde, pode ser representado por outra pessoa. neste caso, o procurador precisa ir a uma agência da Previdência Social com um atestado médico emitido há menos de 30 dias e uma procuração registrada em cartório.

De acordo com a página do INSS na internet, algumas instituições financeiras que possuem sistemas de biometria estão utilizando essa tecnologia para realizar a comprovação de vida nos terminais de autoatendimento. Esse procedimento é obrigatório para todos os beneficiários do INSS que recebem seus pagamentos por meio de conta corrente, conta poupança ou cartão magnético.

Os bancos comunicam os beneficiários sobre a comprovação de vida por meio de mensagens informativas, disponibilizadas nos seus caixas eletrônicos e sites na internet.

O segurado que recebe o benefício há menos de 12 meses - aqueles que tiveram benefício aprovado recentemente - ainda não precisam fazer o recadastramento.

Já os segurados que têm mais de 80 anos ou debilitados terão atendimento especial. O procedimento é realizado in loco por um Servidor do INSS. O agendamento é realizado pelo site ou aplicativo Meu INSS.

Para acessar o serviço é preciso entrar ter login e senha. Ao entrar na conta o segurado precisa ir até a opção "Agendamentos/Solicitações", em seguida clicar em 'Novo Requerimento' e escolher a opção de prova de vida.

Como recuperar o benefício

E como proceder caso o benefício do INSS seja suspenso por falta de recadastramento anual?

De acordo com João Badari, do escritório Aith, Badari e Luchin é bem simples. "Basta que o segurado que teve o benefício suspenso se dirigir ao banco onde recebe o pagamento, mas caso não tenha conta corrente, é preciso ir ao INSS". Por isso a importância de estar atento à data de retorno das provas de vida nas agências.

O procedimento é similar à prova de vida anual: basta apresentar no local que fizer o recadastramento, no banco onde recebe o benefício ou no posto do INSS, um documento de identificação com foto, como identidade, Carteira de Trabalho e Carteira Nacional de Habilitação.

Em vigor desde 2012, a medida evita fraudes e pagamento indevido dos benefícios, segundo informações do INSS. Essa comprovação é sempre presencial e para quem mora fora do Brasil pode ser feita em embaixadas e consulados.

Biometria facial serve como recadastramento

O INSS está com um projeto-piloto para implantar biometria facial via celular. No Rio de Janeiro, 32 mil segurados foram chamados para colocar as informações em dia.

A expectativa do INSS é que 500 mil segurados participem do projeto em todo país. Mas nem todos serão convidados. Apenas serão selecionados os que tenham Carteira Nacional de Habilitação e título de eleitor, além de celular com câmera digital e acesso à internet.

A checagem das informações é feita utilizando as bases de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

E como é realizada a prova de vida digital? Conforme informações do INSS, ela é feita por reconhecimento facial, com o uso da câmera do celular, por meio do aplicativo do Meu INSS e do aplicativo do Governo Digital (Meu gov.br), que vão indicar se, de fato, a pessoa da foto é a dona do CPF informado no cadastro previdenciário.

De acordo com o instituto, os primeiros contatos com os segurados são realizados por mensagens enviadas pelo Meu INSS, Central 135 e email. Por conta disso, é importante estar com as informações em dia no cadastro.

Sem balanço

Procurado, o INSS informou que ainda não dispõe do balanço das biometrias faciais realizadas no Rio de Janeiro.

 

Clique aqui para seguir nossa página no Facebook.

Clique aqui para seguir nossa página no Twitter.

Clique aqui para seguir nossa página no Instagram.:

 

Fonte: O Dia / IG

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode