A informação a todo momento

REPRESENTANTES DE 6 MUNICÍPIOS DO TERRITÓRIO DE ITAPARICA, INCLUINDO MACURURÉ E CHORROCHÓ, PARTICIPAM DE SEMINÁRIO SOBRE O COMBATE AO TRABALHO INFANTIL

17/03/2016 18:27

Representantes dos seis municípios integrantes do Território de Identidade de Itaparica - Abaré, Chorrochó, Glória, Macururé, Paulo Afonso e Rodelas - participaram do seminário final do Projeto Todos Juntos Itaparica de Fortalecimento e Articulação Institucional realizado nesta quarta-feira (16), no auditório da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado (Setre), no Centro Administrativo da Bahia (CAB), em Salvador. 

Durante o evento foram apresentados os Planos de Ação Articulada (PAA) que cada município está implementando, a começar por Rodelas, para combater o trabalho infantil, que na região é considerado como algo natural, um elemento formador e protetivo. Também há o pensamento de que abre a possibilidade da criança ajudar nas despesas da família e ter a oportunidade na aquisição de bens materiais. 

Os seis municípios baianos estão entre os 30% mais pobres do Brasil. Neles, 36,56% das pessoas vivem na área rural e, segundo dados do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), 12,3% das crianças, entre 10 e 17 anos, estão ocupadas no trabalho infantil, como afirmou a presidente da Organização Social Avante (Educação e Mobilização Social), Ana Buratto, que participou do evento. A avaliação foi realizada pela equipe da instituição entre os meses de julho e setembro de 2015.

O seminário foi aberto pelo secretário Álvaro Gomes e teve a presença ainda de representante do Ministério Publico do Trabalho (MPT), Bernardo Guimarães, da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS), Ana Lúcia Vilas Boas, entre outros. Documento final do trabalho entregue à coordenadora da Agenda Bahia do Trabalho Decente, Tânia Portugal, traz o panorama do que foi diagnosticado pelo projeto, além do que está sendo realizado pelos PAA. 

"Trata-se de uma importante fonte de dados e informações da realidade vivida para além das estatísticas", disse Portugal, destacando ainda o vídeo documentário do trabalho com o depoimento das crianças e familiares falando sobre trabalho infantil. O secretário salientou que o desafio de implementar o trabalho decente no estado tem como um dos destaques o combate ao trabalho infantil. "É fundamental que todos se envolvam nesta luta. O número de crianças ocupadas tem diminuído graças ao esforço de diversas instituições o que é um fato muito positivo".

Fonte: Secom-BA (Rádio Líder do Sertão)

 

 

Clique aqui e confira dicas de como combater o mosquito Aedes Aegypti!

 

 

Formosa News em defesa do combate ao mosquito Aedes Aegypti

 

Leia mais: https://www.formosanews.com.br


 

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode