A informação a todo momento

TRIGÊMEOS DE MACURURÉ-BA PASSAM BEM, MAS PRECISAM DE LEITE E PRODUTOS DE HIGIENE; SAIBA COMO DOAR

27/06/2016 20:31

Os Macururéenses nascidos em Paulo Afonso que receberam os nomes de David, Moisés e Dafine Maria passam bem; precisam de leite e produtos de higiene

 

Enquanto Moisés mama, David chora e Maria dorme, os pais, Silvaneide e Camilo se revezam para atendê-los. “Um deles precisa ganhar peso, pelo menos 1kg, para que eles possam ter alta, os outros bebês estão bem, e nasceram com peso bom: 2,5kg”, informou a enfermeira Célia.

Casados há 17 anos, pais de mais quatro meninas, os moradores do Sítio Serra do Padre, em Macururé - BA, foram surpreendidos com a chegada de mais um bebê, no parto em que estava previsto o nascimento de gêmeos, no Hospital Nair Alves de Souza, na última quinta-feira (23) na cidade de Paulo Afonso-BA.

Seu Camilo trabalha alugado, “R$ 40 a R$ 50 por dia” quando consegue trabalho, cuja renda somada aos benefícios sociais do governo federal, chega a R$ 500 mensais. O pai ao mesmo tempo em que se anima vendo os bebês se preocupa com o futuro deles.

O pessoal diz que é pra eu doar os meninos, mas eu vou criar meus filhos”, disse, enquanto conta as horas para voltar e levá-los às filhas que estão ansiosas a espera dos irmãos.

Eu fiz duas ultrassons e em nenhuma aparecia que eram três crianças”, conta a mãe. Um pouco debilitada pelas cirurgias e segundo ela, com um pouco de anemia.

Leite e produtos higiênicos são as maiores necessidades

 

Já chegaram algumas doações à assistência social do hospital, mas a necessidade é muito grande, principalmente de leite e produtos higiênicos. Também das coisas que fazem parte do enxoval dos nenéns.

Leite especial usado pelos trigêmeos - Nestogeno tipo 1

As pessoas que quiserem colaborar podem levar as doações para a Assistência Social do HNAS, porque ainda não há previsão de alta. Também podem ligar para o telefone (75) 99987-3614, e falar diretamente com seu Camilo.

Toda ajuda que nos derem é bem vinda e só Deus pode pagar”, disse o pai. A mãe, tímida, praticamente não disse palavra, mas há situações em que não é preciso dizer nada mesmo, porque falam por si.

Felizmente os trigêmeos passam bem e em breve estarão em casa. 

 

Fonte: Ozildo Alves (Beira Rio Notícias)

 

Voltar

Pesquisar no site

© 2015 Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por Webnode